Não transforme o sorriso de sua mãe em tristeza neste fim de ano

Papai, mamãe.

Quero dizer à vocês o quanto eu sou grato por todo o cuidado que vocês sempre tiveram comigo.

Sei que para vocês eu ainda sou aquela criança indefesa, com aquele olhar arteiro, louco para fazer bagunça. Eu não vou esconder que ainda tenho saudades de como eu brincava, era tudo muito divertido.

Mamãe, eu amava quando a senhora me fazia alguma surpresa, uma comida diferente, um presente, um passeio, era tudo muito bom.

Para mim, aquele pequeno lugar, aquela pequena casa era extraordinariamente gigante, era o meu paraíso.

Queria dizer à vocês que eu cresci e que muita coisa mudou na minha vida.

Os brinquedos se transformaram em responsabilidades. O tempo disponível para brincar já não existia mais.

Tudo estava tão diferente. Mal sobrava disposição para fazer tudo o que era necessário.

Eu gostaria de voltar mamãe.

Eu gostaria de escutar mais a senhora, ouvir os seus conselhos, abraçá-la, mas não posso.

Aquela fatídica tarde de domingo, no fim de ano, quando eu voltava para casa me separou da senhora para sempre.

Mamãe eu lhe juro, se eu pudesse ter agido diferente eu teria feito, mas a adrenalina corria nas minhas veias e eu queria aproveitar ao máximo aquela sensação de euforia. Sei que fui egoísta e só pensei em mim, me perdoe.

Se eu pudesse ter feito tudo diferente, uma segunda chance, eu reconstruiria tudo o que eu perdi com a senhora e com o papai.

Eu estou sozinho agora, mas eu posso ouvi-la.

Já faz algum tempo que estou deitado neste leito de hospital.

Meus sinais vitais ainda estão ativos, mas ouvi o médico dizer a enfermeira que eu não vou me recuperar deste estado.

Se qualquer equipamento for desligado o meu organismo vai entrar em colapso e vou morrer na sequência.

Mamãe, eu só queria deixar claro o quanto eu amo a senhora.

Por favor, não se culpe. A senhora foi a melhor mãe do mundo. Eu é que não correspondi ao seu amor.

A senhora nem um único dia deixou de cuidar de mim, nem mesmo nesta situação em que me encontro.

A nossa vida, é incrível como ela pode mudar inesperadamente em pouquíssimo tempo.

Eu queria voltar e dizer à todos os meus amigos que este não é o caminho. Diversão e curtição não significa colocar a vida em risco.

Não significa beber e pegar a estrada. Não é se drogar e sair dirigindo um carro.

Mas agora não posso dizer nada disso, estou impossibilitado e apenas aguardando o desligamento de meus aparelhos que ainda me mantêm vivo.

Obrigado por tudo mamãe. Ajude o papai a superar esta dor.

Adeus…

Leandro Tissiano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s