Pro seu dia ficar melhor

O poder está em tuas mãos, com elas você pode fazer coisas maravilhosas

mudança

Se eu tivesse esse poder, viajaria até a fronteira entre a Cisjordânia e Israel. Tomaria em minhas mãos todas as crianças de até três anos de idade e as retiraria de lá.

Providenciaria um abrigo bem distante dali. Daria esperança, alegria e muito amor à todas elas.

Ensinaria à elas coisas bem diferentes das coisas as quais foram submetidas, e as lembranças medonhas seriam apagadas com o tempo, dando lugar à boas obras de paz.

Nessa nova geração formada com muito carinho, nenhuma gota de sangue seria derrubada.

Estas mesmas crianças com o tempo voltariam ao lugar antes marcado pelo ódio.

Com uma nova mentalidade, nunca mais trocariam balas de chumbo, mas apertos de mãos e abraços.

Não haveria homens bomba, granadas, ou Drones espiões.

Selariam acordos de paz, redistribuiriam pedaços de terra, e todo judeu e palestino seria sempre bem vindo e conviveriam em paz.

Dali eu voaria para toda a região da Ásia e reuniria todos os orientais. Diante do sopé de uma grande colina, todos nós de mãos dadas, retornaríamos no tempo, voltando às origens da essência do amor, onde a sabedoria repousa tranquila.

Meditaríamos nas coisas magníficas da natureza em nossa volta, que se recompõe das adversidades e se refaz a todo instante.

Aprenderíamos a respeitar as diferenças e a liberdade de escolha.

Uma grande parte em dinheiro dos líderes e Sheiks seria dada aos menos favorecidos e toda a região entraria em equilíbrio econômico e social.

Feito isso, eu viajaria até o continente europeu. Marcaríamos a reunião mais importante de todos os tempos.

Chegaríamos a um parecer nunca antes alcançado, o de não haver mais nenhuma desconfiança, indiferença ou medo que pudesse atrapalhar as boas relações entre europeus e árabes.

Então asiáticos e europeus dariam as mãos ao continente africano, e numa verdadeira demonstração de união, numa gigantesca ajuda humanitária, todo o povo africano seria beneficiado.

Todo o continente receberia povos do mundo inteiro para povoar a região e torná-la produtiva.

Tecnologia de irrigação, saneamento e recursos naturais em abundância seriam a nova face do povo africano.

Os melhores laboratórios do mundo fabricariam medicamentos em grande escala a fim de reverter o alto índice de mortalidade.

Nenhuma miséria, desnutrição ou epidemias. Nada de racismos ou dominações de povos mais fracos.

Nesta busca por tempos melhores, eu então voltaria a minha atenção para o meu país.

Convocaria todos os políticos e empresários e exigiria deles prestação de contas.

Todas as planilhas de gastos públicos seriam abertas, e todo dinheiro desviado seria devolvido para os contribuintes ou transformados em reformas de hospitais, escolas e moradias populares.

Parte desse dinheiro seria usado na educação gratuita, desde o pré até o curso superior, para todos.

Quanto aos transportes públicos, eles seriam gratuitos à estudantes, crianças até 14 anos, menos favorecidos, doentes crônicos e viúvas, além de idosos.

As praças de pedágio não poderiam cobrar mais que R$ 2,00 reais por veículo, R$ 5,00 para caminhões e gratuito para motocicletas com até 150 cilindradas.

Se eu tivesse esse poder, penetraria na mente de cada político para selecionar apenas pessoas honestas, que fazem da política uma ferramenta do bem, para a boa administração dos recursos públicos na busca incansável de melhorias à todas as pessoas.

Os jovens não se perderiam facilmente, pois na abundância de recursos estariam compenetrados em coisas muito mais produtivas.

Automaticamente não haveria espaço para o tráfico, pois isso deixaria de ser uma boa fonte de renda diante de tantas outras boas oportunidades.

Pelo menos à um dos gestores seria assegurado um emprego de meio período até a criança alcançar três anos, para que essa criança tivesse toda a educação e apoio necessário. E o gestor que não cumprisse com a boa educação poderia perder a guarda do filho.

Então todos nós nos sentaríamos diante dos EUA, China e Rússia e num acordo histórico desligaríamos todas as usinas nucleares, fecharíamos as usinas de carvão, e trocaríamos o petróleo por energia limpa.

É claro que diante de tantas boas notícias, haverá sempre os indisciplinados, rebeldes, arruaceiros e homicidas, não importa a forma de governo, não importa o país que estejam, mas para estes seriam reservados espaços de reeducação social, e de acordo com o grau do crime cometido, seriam submetidos aos melhores centros de reabilitação e trabalhariam muito nestes locais, focados em ações beneficentes.

Sim, se eu tivesse esse poder, gostaria de segurar as suas mãos neste instante e olhar profundamente em teus olhos e dizer:

Nós somos a mudança, basta que os nossos sonhos continuem vivos.

Leandro Tissiano

As suas boas ações serão eternizadas nos corações receptivos

Índice de assuntos gerais deste Blog

cropped-logo-psfm-wordpress1.jpg

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s