Filosofando, Pro seu dia ficar melhor

Por que nos metemos em problemas desnecessários?

complicar

Uma barra de ouro pode ser o último peso que reste dentro de um balão, impedindo que escapemos de um desfiladeiro onde caímos.

Temos uma única escolha: Morrermos agarrados a barra de ouro e ao balão, ou largarmos a barra de ouro para que o balão possa subir e salvarmos a nossa vida.

Alguns tentam arrancar a roupa do corpo, cortarem os cabelos, ficarem nus, numa tentativa desesperada de conseguirem se livrar de todo o peso, mas não largam a barra de ouro.

Quando nada mais resta, se desfazem da barra de ouro e conseguem se salvar. Quando pousam em segurança em outro local, é visível as marcas humilhantes que o tempo deixou nelas. Estão nuas, sem as roupas e com os poucos fios de cabelos que restaram.

Outros demoram à tomar esta decisão. Quando resolvem largar a barra de ouro, o balão sobe sob outras condições atmosféricas que fazem o voo ser arriscado e morrem na subida.

Em outra ilustração, uma barra de ouro pode ser o preço do único galão de água que vai nos manter vivos dentro de um deserto escaldante que tenhamos entrado, talvez o preço de um único copo com água.

Novamente temos uma única escolha: Revoltar-nos contra o preço injusto ou pensarmos em nossa sobrevivência.

Existem diversas ilustrações onde podemos perceber que o dinheiro não pode comprar a nossa vida, mas nestes dois exemplos eles livraram a pessoa de morrer, ou pelo menos, lhe deram uma sobrevida.

Se não queremos passar por situações que coloquem a nossa vida em risco, que evitemos de nos colocar em risco. Não é necessário arriscarmos tudo para vivermos intensamente.

Embora arriscar algumas vezes é necessário, assim como nestas ilustrações, houve o fator risco. Quem poderia garantir que mesmo deixando a barra de ouro o balão pudesse aterrizar em segurança mais tarde? E se ele voltasse a perder altitude ou pousasse em outro desfiladeiro?

E se o copo com água estivesse com veneno ou fosse água salgada?

Como vimos, toda ação envolve riscos, mesmo aquelas as quais é a única opção para nos salvarmos de algo ruim em que nos metemos.

Mas, antes do risco, ou da vida estar em risco, podemos nos perguntar: o que estamos fazendo para nos metermos em algo errado? Sim, precisamos ter a sabedoria de enxergarmos com antecedência o problema antes que ele aconteça.

Desculpe por algo assim ser tão óbvio, mas quantos de nós se pega errando novamente, não é mesmo?

Seja no amor, no emprego, na escola, na profissão, na família, não importa o que seja, sempre existirão os riscos. Eles fazem parte de nossa vida. Não podemos ficar sem eles. O segredo é saber lidar com eles. Que possamos ser sábios ao lidar com os desafios que a vida nos traz.

Se não temos experiência o suficiente para lidarmos com os problemas, que não sejamos imaturos por cairmos dentro deles, porque não podemos viver dependendo da sorte ou do acaso. Precisamos pesar os riscos envolvidos. Cada pessoa precisa conhecer os seus pontos fracos e os seus pontos fortes.

Simples assim, porém dificílimo de se colocar em prática, fato.

Leandro Tissiano

PRO SEU DIA FICAR MELHOR LOGO MARCA

1 thought on “Por que nos metemos em problemas desnecessários?”

  1. Temos qe aprender a sermos mais resilientes, que é a capacidade que temos pra conseguir se adaptar ou evoluir positivamente frente à situação problema

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s