Qual o grau máximo de convivência dentro do casamento?

CASAL

Quando o relacionamento entre duas pessoas está ao ponto de se romper, é comum as ideias brotarem na consciência do lado mais fraco.

E não estranhe se o lado mais fraco sair como culpado, e o verdadeiro culpado se fazer de vítima, pois a tendência humana é falha em seu julgamento, quando se julga pela emoção e não pela razão.

É o lado mais fraco que sem dúvida vai sofrer mais. É do lado mais fraco que surgirão as seguintes perguntas:

Até que nível um ser precisa suportar a convivência com outro ser? Até que nível uma pessoa precisa se manter no seguinte pensamento: “Faça a sua parte”?

Até que nível um ser precisa se colocar a disposição de outro ser? Até que nível uma pessoa precisa ceder em busca da paz?

Até que nível um ser pode sofrer por outro ser que não está nem um pouco preocupado com ele? Me responda por favor, se você for capaz.

Qual o grau máximo que um ser humano precisa suportar na própria pele os efeitos de injustiças por agir corretamente, esperando colher bons frutos?

Qual o grau máximo indicado para suportar hostilização dos próprios membros da família? Dos parentes, amigos e conhecidos que não convivem debaixo do mesmo teto?

Até que nível uma frase pode ser considerada como um conselho e não como uma ofensa? Ou uma ofensa passar a ser um assédio moral? Você sabe responder isso?

Qual o limite que separa o nível considerado “mártire” do nível considerado “impaciente” ou “desistente”? Me responda por favor.

O que uma pessoa precisa suportar para manter-se na esperança de que outras pessoas próximas dela, possam reagir favoravelmente aos seus esforços positivos?

Até onde uma pessoa precisa se dedicar a salvar o que está perdido? Qual o limite máximo suportado para se chegar ao seguinte pensamento: “eu fiz tudo o que eu podia ter feito”?

Qual a linha que separa o pensamento: “tudo isso é uma provação temporária” do pensamento: “vale a pena suportar tudo isso?”

Quando se pode realmente jogar a toalha? Qual o grau máximo indicado para no mínimo sair empatado e não como perdedor, após inúmeras tentativas frustradas?

E por falar em perdedor, qual o grau máximo indicado para um ser preferir sair perdendo, vivo, do que vencer a guerra, morto? Me diz.

Que linha separa os dois pensamentos: “estou com a minha consciência tranquila” do pensamento: “será que eu podia ter feito mais?”

E finalmente, qual o grau máximo do amor verdadeiro, do amor incondicional? Você sabe responder?

É por tudo isso que eu nunca poderei julgar um outro ser. É por todas estas vertentes que eu nunca poderei apontar o dedo para o rosto de uma outra pessoa e condená-la, ou julgá-la, porque apenas quem vive dentro de quatro paredes é que possui total conhecimento dos fatos, fatos estes que motivaram tal pessoa a tomar uma decisão, que de primeiro momento, possa ter impactado outras pessoas, ou as levado a fazerem um julgamento errado ou precipitado.

Portanto, ao defender a sua tese, o seu pensamento, ou as suas ideias, não ataque a pessoa, nunca. Ataque o problema, sempre.

Somos diferentes uns dos outros como as digitais de nossos dedos.

Nenhum de nós é perfeito e nunca seremos.

Leandro Tissiano

contato@proseudiaficarmelhor.com

LOGO 150 PX VAZADA PSDFM

6 thoughts on “Qual o grau máximo de convivência dentro do casamento?

  1. Gostei Muito Do Post!!!!
    Talvez esse “descompasso” que faz pessoas se atacarem num determinado ponto do relacionamento seja fruto da busca do EU no outro. Algumas pessoas querem se relacionar com seu reflexo, quando, ao meu ver, em um relacionamento – devemos viver menos o Eu para dar lugar ao NÓS. Acredito que a partir do NÓS surja o EU, que é parte do todo.
    Parabéns pelo texto!!!

    Liked by 1 person

  2. As pessoas tentam se esquivar o tempo todo de seus erros e falhas apontando o dos outros, inclusive num relacionamento como o casamento. Como você mesmo disse, ninguém é ou será perfeito. Precisamos nos esforçar mais ao fazer nossa própria parte… Me incluo nessa!!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s