Filosofando, Pro seu dia ficar melhor

Precisei perder para aprender a receber

flor-e-pedra

Talvez você, que neste momento está visitando este Blog, depois de ler alguns posts, possa a princípio, imaginar que se trate de um espaço utópico, algo improvável de se ocorrer na prática, que esteja longe da realidade.

Talvez pense que se trate de um ser desconhecido, que não escreveu nenhuma obra, ou que não ganhou nenhum certificado de escritor, ou outro prêmio científico.

Talvez pense que o autor, no caso, este que vos escreve, não destaque em seus posts referências bibliográficas para defender as suas teses, portanto, nada que possa ser comprovado ou balizado. Por favor, não seja tão hostil, eu explico. Isto é bem interessante, é verdade, eu poderia citar outros nomes da literatura, destacar textos de outros escritores renomados, mas pare por um instante e pense o seguinte, daqui a vinte, trinta ou cinquenta anos, este Blog estará apenas repassando informações que já existem na internet, em grande quantidade, cujas pessoas podem consultá-las em milhares de sites. Este Blog seria apenas mais um.

Quando eu optei por algo mais pessoal, eu cheguei a conclusão de que este Blog iria continuar contando a minha história, revelando o que eu pensava, o que eu gostava e não gostava, e quais eram os meus ideais, e mesmo que ninguém aprecie estas páginas, no futuro, sei que será um testemunho vivo de quem eu era. Acredito que os meus netos e bisnetos no futuro, terão esta oportunidade de conhecer um pouco de mim. Se neste Blog eu destacasse apenas outros escritores ele não seria um Blog pessoal, um espaço só meu, que decidi compartilhar com quem se interessar pelo o que eu escrevo, ou para quem se identificar com o que eu penso, por favor, perdão se eu estiver parecendo ser egocêntrico, mas voltando a linha de raciocínio, se eu citasse apenas obras de outros escritores já consagrados, no futuro, eu continuaria desconhecido, pois apenas outras pessoas seriam lembradas. Já imaginou quantas pessoas comuns, pessoas como nós, deixaram de nos contar sobre elas? Você tem esta oportunidade. Crie o seu próprio Blog. Fale um pouco sobre você.

Mas, o que eu quis dizer com este título “Precisei perder para aprender a receber”? Bem, assim como qualquer pessoa suscetível a erros, algumas vezes eu preciso lutar para permanecer sereno diante de circunstâncias que insistem em me fazer ficar injuriado com tudo e com todos, principalmente quando as coisas não saem como eu gostaria. Não preciso ser filósofo ou teólogo para aprender a lidar com os desafios do dia a dia, mas mesmo que fosse, eu poderia afirmar que estes profissionais também são seres humanos providos de sentimentos, e que não acordam todos os dias sorrindo, como talvez pensemos.

Reconheço a necessidade de todos os dias calçar as sandálias da humildade e penso que nenhum de nós é perfeito, e nunca seremos. Estes pensamentos inquietantes afligem o meu espírito, por isso paro imediatamente, me disciplino e me controlo.

Mas, atingir este grau de reflexão e maturidade levou tempo, tempo até demais. Por muitos anos, por questões pessoais as quais não posso expor, pelo fato de envolverem muitas pessoas, eu fui me afastando de todos, por razões tolas, por questões idiotas, e passei a viver dentro de uma bolha, dentro de meu mundinho, um mundo que eu havia criado, mundo este que fez com que eu perdesse tudo, as amizades, as companhias, os amigos e parentes, até mesmo materialmente e espiritualmente.

Dentre outras razões, estas acima, sem dúvida são as mais importantes, e foram estas algumas das razões que me inspiraram a criar este espaço, onde encontrei motivos para me expressar. Acredite, houve diversas ocasiões que eu lia e relia as minhas próprias ideias, uma forma de “auto análise”, e isso me ajudou muito. É pegar as experiências ruins e aprender com elas, basicamente isso. Eu passei a conversar comigo mesmo e a refletir sobre a minha vida, a valorizar cada momento de minha história.

Eu seria hipócrita se dissesse que eu não me arrependo de nada. Eu não posso fazer o tempo regredir e pedir perdão à todos que de alguma maneira, mesmo que eu não saiba, magoei, mas aprendi que nem por isso eu esteja impossibilitado de fazer diferente e melhorar como pessoa.

Por isso, se você chegou até aqui, e tenha pensado que as minhas postagens se parecem mais com um conto de fadas sobre um mundo que não existe, saiba que do lado de cá existe um ser que errou muito nas escolhas que fez, que colocava a justiça acima do próprio amor, sendo que não há justiça na medida certa quando não há amor envolvido nela.

Por que as leis existem? Para serem cumpridas, mas quando não há amor pelas pessoas de bem, amor pelos inocentes, a justiça manda soltar os criminosos. Por isso que justiça sem amor não funciona. Infelizmente é mais fácil não fazer algo de errado por medo, do que por amor, segundo o “Príncipe Maquiavel”. Não deveria ser assim.

O amor faz com que a justiça seja colocada  no seu devido lugar e na medida certa. Se você é uma pessoa que está sendo forçada a se revoltar facilmente com a sua realidade, e que por alguma razão possua todos os motivos justos para sair exigindo os seus direitos, apenas se lembre que sair peitando todas as pessoas que passarem em seu caminho, acredite, não lhe fará mais sábio e muito menos, bem sucedido. Isto não tem nada haver com aceitar o próprio fracasso, longe disso. Me refiro a pessoa rebelde que sai criando confusões e discussões que não levam à nada e que causam até mesmo prejuízos materiais.

Com que autoridade eu digo isso? Como eu já mencionei no início, por acaso escrevi algum best-seller? Me conhecem como um importante empresário no mundo dos negócios? Sou considerado um guru da comunicação acadêmica?

Não, sou apenas uma pessoa que viveu o suficiente para descobrir que o tempo me proporcionou a aprender na prática. Alguém que parou de se colocar como vítima e passou a ter uma visão do “todo”, ao invés de possuir apenas uma visão parcial das coisas. Eu me colocava numa posição de achar que tudo deveria girar em minha volta, numa pura demonstração de egoísmo.

Existem milhões de outros sites e blogs para você visitar e agregar conhecimento. Eu optei por contribuir com algo que, de alguma forma, pudesse ajudar alguém, apenas isso.

Por isso, se você veio até aqui neste Blog procurando por receitas miraculosas, estratégias infalíveis, e pela solução definitiva para os seus problemas, aqui não é o seu lugar.

Os que aqui permanecem o fazem por que entendem que este espaço é apenas “Pro seu dia ficar melhor”. Por mais importante que você seja à vista de outros, por mais famoso que você seja na mídia, de vez em quando tomar um cafezinho discreto, no silêncio de sua casa, com as pessoas que você ama de verdade, é maravilhoso, não é mesmo? Assim é este espaço. Sou apenas uma gota neste vasto oceano. Seja bem vindo!

Leandro Tissiano

LOGO 150 PX VAZADA PSDFM

16 thoughts on “Precisei perder para aprender a receber”

  1. Eu gosto dos teus posts. Já percebi que temos os mesmos pensamento, pelo menos constatei isso naqueles que li… Saber lhe dá com os desafios da vida, e isso inclui as pessoas ao nosso redor; seus pensamentos em relação a nós ou seu comportamento, é ser sábio! E pelo que percebi, tens agido dessa forma. Melhor vivemos o nosso mundo, do que vivemos em um mundo onde as pessoas são injustas, egoístas… enfim, O que eu posso escrever aqui: Continue assim…! Abraço! ;)

    Liked by 1 person

  2. L’importante è che tu abbia trovato l tuo equilbrio interiore e non curarti se gli altri pensino che sei un sognatore.
    Nessuno di noi può sapre quanta fatica, e perchè, si faccia per arrivare a questo equilibrio.

    Gostar

  3. Eu passei por acaso no seu blog à umas semanas e desde então sou uma fã. Eu leio verdades e não fantasia nos seu posts. Também eu aprendi muito com os meus erros e isso faz de mim um pouco mais sábia. Sou no entanto da opinião que você, tem um certo jeito com as palavras escritas. Palavras que nos encanta, que nos toca, que nos faz pensar. Palavras sábias, que inspiram, trazem conforto e dão vontade de agir.
    isto tudo para dizer, que o meu dia fica sempre melhor :) Obrigada

    Liked by 1 person

  4. Republicou isto em Vem pro meu Aconchego! and commented:

    Que sábias palavras, me identifiquei muito e inclusive vou reblogar. Mas pessoas precisam conhecer o seu mundo, parabéns. Comecei a seguir seu blog hoje e sinceramente me apaixonei com suas reflexões, seu ponto de vista, nunca que gostei tanto de um blog, como gostei e estou gostando do seu. Eu também sou uma pessoa extremamente sonhadora, luto com todas as minhas forças pelos meus sonhos. Desde já também tenho a honra de lhe convidar a visitar o meu cantinho, meu espaço, meu mundo também, através do meu blog.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s