A fina película de nossas vidas

Quantas histórias contamos aos nossos filhos pequenos antes que eles adormecessem? Quantas discussões idiotas os filhos tiveram com os seus pais porque se achavam os mais fortes e os mais espertos?

Quantas oportunidades foram aproveitadas ou desperdicadas no decorrer de nossas vidas? Quantas coisas conquistamos nos anos de vida até este momento?

Quantos planos ou estratégias desenvolvemos no percorrer de nossos caminhos? É muito bom quando falamos de nossos pontos fortes, das experiências que serviram de lições em nossa maneira de viver, e como influenciaram os nossos caminhos.

Mas é desagradável quando falamos de nossos pontos fracos, de nossos defeitos ou deficiências. Uma coisa é certa, nada disso importará quando um objeto cilíndrico e luminoso cruzar os céus e apontar em direção ao solo.

Nada disso será importante quando um clarão abrir uma cratera gigantesca e espalhar uma onda de choque que fará todos os nossos sonhos, homens e mulheres, crianças e jovens, velhos ou bebês desaparecerem em segundos.

Toda a nossa história, todos os nossos medos e alegrias, tudo o que construímos podem virar poeira radioativa.

Nestes momentos de reflexão, percebemos o quão frágeis somos como seres humanos, e o quão insignificantes são as nossas vidas.

É triste e ao mesmo tempo apavorante as possibilidades de uma 3 Guerra Mundial. O cerco está se fechando, as nações estão se desafiando cada vez mais.

Um cenário apocalíptico, em que não se saberá qual poderá ser o resultado final diante desta trágica guerra.

Seremos varridos como uma fina película de pó? Mesmo que isso possa acontecer, aproveite bem cada momento especial que você tenha, pois nunca o futuro esteve tão incerto quanto está agora.

Que tenhamos a misericórdia e o perdão de Deus, pois quem causa todo o mal é o homem, e não o Criador.

Quem desenvolve armas de destruição em massa é o homem. Quem separa as pessoas e semeia o ódio, é o homem.

Quem mente, engana, rouba, estupra e mata é o homem. Quem altera o clima, desvia rios, destrói florestas, polui os mares e o ar é o homem.

Quem tira a vida de pessoas inocentes é o homem. Deus não é o responsável por estas tragédias. As religiões torcem pelo arrebatamento, outras torcem pela exclusividade de serem os escolhidos, outras torcem para que outros sejam queimados para sempre no inferno.

Os que não acreditam em Deus falam da lei da sobrevivência, da exterminação da raça humana. Não pense que isso é um jogo de futebol onde existam torcedores de um lado e do outro lado esperando pra dizerem: “Viu! Nós estávamos certos!”

Não pense que isso é uma partida de futebol onde vença o melhor. Não pense que a sua religião é a mais propícia ou a mais indicada para a salvação.

Aliás, as religiões são compostas por homens, e como já mencionei, os homens são falhos. Não será importante a religião que você pertence, o importante será você se dobrar em humildade, em pó e cinzas.

Agora não é a ocasião para torcer ou vibrar. Agora é o momento para se refletir em sua existência.

O único responsável em dizer sim ou não a sua existência é aquele que o criou. Portanto, respeite-o. Não julgue quem se salvará ou quem morrerá. E quanto ao dia, ninguém saberá, nem mesmo se você sobreviverá ou não.

Humildade, fé e oração. Estas serão as suas credenciais.

Leandro Tissiano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s